Ajude a manter esse site!!!

terça-feira, 8 de julho de 2014

Dicas: Brincadeiras para estimular o desenvolvimento por idade.




As melhores brincadeiras para estimular o desenvolvimento do seu filho por idade

Rolar, sentar, andar, correr, pular... Ao longo dos primeiros anos de vida, a criança desenvolve diversas habilidades motoras, adquiridas cada uma a seu tempo. Para ajudar seu filho nessa jornada, deixe a ansiedade de lado e aprenda a estimulá-lo em cada fase – mas sem exageros!

Por Malu Gonçalves - atualizada em 05/02/2014 11h40

Criança brincando de massinha na mesa (Foto: Shutterstock)

 
Até 3 meses
É nesse período que a criança vai aprender a sustentar a cabeça. Então, ajude-a a fortalecer os músculos do pescoço. os braços e as pernas ainda ficam muito flexionados, como no útero. A dica é estendê-los suavemente para alongá-los.
Brinque: coloque-a de bruços sobre a cama ou outra superfície segura e chame sua atenção comumobjeto sonoro, como o chocalho, fazendo-a levantar o rosto. Fora do campo de visão do bebê, bata palmas para que ele tente localizar de onde vem o som virando a cabeça.
Dos 3 aos 6 meses
O tronco já está começando a se firmar. coloque a criança sentada em seu colo e também na cama, com um apoio nas costas. Isso a ajudará a desenvolver a musculatura da região. Deite o bebê de barriga para cima e cruze suas pernas, incentivando-o a rolar sobre si mesmo.
Brinque: crie um tapete de texturas. Deixe seu filho de bruços na cama e espalhe objetos com diferentes toques próximos a ele para explorar o tato, que já está mais sensível nessa fase. Vale também pendurar móbiles no berço.
Dos 6 aos 9 meses
A mãos estão mais fortes e a criança consegue segurar objetos grandes. estimule-a a transferi-los de uma mão para a outra. Lembre-se de que ela está na fase oral e tudo é levado até a boca. Por isso, escolha brinquedos grandes, macios, não cortantes, laváveis e que não soltem pedaços. Algumas crianças já começam a ficar de pé nessa fase. Desça o estrado do berço para evitar acidentes.
Brinque: tire seu filho da cadeirinha e coloque-o no chão, dando espaço para que possa se arrastar e engatinhar. Não se esqueça de tampar tomadas e tirar do alcance o que possa ser puxado, como a toalha de mesa. Faça o jogo do “um pouquinho mais longe”. Distribua objetos a uma certa distância, começando mais próximo, incentivando seu filho a engatinhar até eles. Cada vez que ele conseguir alcançá-los, faça festa e afaste-os um pouco mais.
Dos 9 meses a 1 ano
A criança começa a adquirir o movimento de pinça, pegando objetos com os dedos polegar e indicador. Ofereça tampinhas ou bolas de papel para aprimorar a preensão, sempre sob supervisão, pois são pequenas e podem ser engolidas. Nessa fase, você já pode ajudá-la a ficar de pé sustentando-a pelas mãos.
Brinque: bata palmas e dê tchau para que ele imite você. Se não conseguir, ensine-o segurando as mãos dele.
De 1 ano a 1 ano e 6 meses
Nessa fase, seu filho vai conseguir andar sozinho. ajude-o a trabalhar o equilíbrio oferecendo brinquedos que possam ser puxados ou empurrados, como um carrinho amarrado a um barbante. a criança já tem capacidade para utilizar papel e giz de cera grosso atóxico. ensine-a como fazer rabiscos na folha, estimulando a coordenação motora.
Brinque: disponibilize caixas de diferentes tamanhos e peça que seu filho coloque umas dentro das outras. Isso ajuda a desenvolver a compreensão.
De 1 ano e 6 meses a 2 anos
Já com um pouco mais de desenvoltura e habilidade, permita que ele folheie revistas velhas, rasgue-as e amasse as páginas, é uma ótima maneira de estimular a coordenação motora das mãos. Fale os nomes das partes do corpo e peça que vá apontando, uma por uma, para despertar a consciência corporal e treinar o controle do indicador estendido quando os outros dedos estão abaixados.
Brinque: nessa fase, toda criança – menino ou menina – adora brincar com bola. Estimule seu filho a chutar e fazer gol para trabalhar a agilidade das pernas.
De 2 a 3 anos
Seu filho já consegue correr, então leve-o para um parque e incentive-o a brincar de pega-pega, dar pulos e ficar apoiado em um pé só, o que desenvolve o equilíbrio. Também já é possível permitir que ele mesmo lave o corpo durante o banho, o que desenvolve a coordenação, como quando faz movimentos de sobe e desce com o sabonete. Para promover o senso de direção e fortalecer a musculatura das pernas, outra boa opção é o triciclo.
Brinque: monte um ateliê para brincarem com argila, massa de modelar e tinta guache. Brincar de artista ajuda a controlar a força na ponta dos dedos e o movimento do punho e das mãos.
De 3 a 4 anos
Chegou a hora em que seu filho se move independentemente pela casa: sobe e desce escadas alternando os pés, pula obstáculos e desvia de móveis. Ajude-o a empilhar de 6 a 8 objetos, estimulando o controle neuromotor.
Brinque: desafie-o a desenhar formas geométricas, começando pelo círculo. Assim ele pratica a coordenação motora fina, responsável pelos movimentos mais delicados e precisos do corpo.
De 4 a 5 anos
Cada vez mais seu filho é capaz de realizar tarefas que exigem controle preciso do corpo. A mão, por exemplo, tem firmeza para segurar o lápis e habilidade para desenhar um homem com três partes – cabeça, tronco e pernas. Habitue-o a organizar os próprios pertences e a ajudar nas tarefas da casa. Além de desenvolver o senso de responsabilidade, essa rotina exercita a coordenação motora, como ao dobrar peças de roupa ou guardar objetos na gaveta.
Brinque: desafie seu filho a andar nas pontas dos pés e a imitar os animais utilizando todo o corpo: rastejando, se for uma cobra; saltando agachado, se for um sapo, etc.
De 5 a 6 anos
A criança já demonstra boa habilidade motora, mas ainda não tem noção de perigo. Nessa fase irá manusear a tesoura, por isso alerte-a sobre os cuidados necessários para não se cortar. Os reflexos estão mais rápidos e permitem à criança defender ou agarrar a bola com as duas mãos, sem deixá-la escapar.
Brinque: chute a gol e queimada são duas brincadeiras novas para o repertório do seu filho. Ele já diferencia direita e esquerda, então aproveite para treinar essas noções.
De 6 a 8 anos
A coordenação motora fina está melhorando. Assim, seu filho vai aprender a segurar o lápis fazendo uma pinça como polegar, o indicador e o dedo médio. Uma boa dica para ajudá-lo nessa tarefa é pedir que ele junte o dedo mindinho e o anelar e, na sequência, tente segurar um lápis com os outros três dedos. De forma natural ele conseguirá empunhá-lo.
Brinque: que tal organizar passeios de bicicleta? Nessa fase, seu filho não terá dificuldades em pedalar com rodinhas, pois tem o equilíbrio, o senso de direção e a força exigidos pela atividade. Depois de adquirir mais confiança, proponha eliminar as rodinhas, primeiro uma, depois a outra. Não se esqueça dos equipamentos de segurança!
Link pesquisado:
 http://revistacrescer.globo.com/Bebes/Desenvolvimento/noticia/2014/02/melhores-brincadeiras-para-estimular-o-desenvolvimento-do-seu-filho-por-idade.html

Matéria: Crianças que têm aulas de música ampliam funções cognitivas para sempre

Crianças que têm aulas de música ampliam funções cognitivas para sempre

Estudo mostra de que forma as lições com instrumentos moldam cérebro dos mais jovens

POR 
Link da Matéria:
 http://oglobo.globo.com/sociedade/ciencia/criancas-que-tem-aulas-de-musica-ampliam-funcoes-cognitivas-para-sempre-12921667

Matéria: Como se concentrar nos estudos.

Olá Pessoal,

Todos nós sabemos que o lema dos músicos é: Estudar, estudar, estudar e estudar!

Por Gabriella Porto.


A maior parte dos estudantes se queixa de dificuldades para se concentrar na hora de estudar. O fato é que muitas vezes são coisas simples que atrapalham o momento de estudos, e que podem ser corrigidas facilmente. Confira as dicas abaixo:



Crie um ritual antes de estudar

Foto: Gnarlycraig [Public domain], via Wikimedia Commons
Foto: Gnarlycraig [Public domain], via Wikimedia Commons


Faça um ritual rotineiro para te colocar no ritmo do estudo. Tome um banho, escute uma música, faça um exercício... Enfim, são muitas as opções, mas escolha uma atividade que te relaxe e esvazie sua mente para que você comece a estudar com a cabeça tranquila e vazia.

Respeite seu relógio biológico


Preste atenção ao seu corpo. Se você funciona melhor à noite, não tente acordar cedo para estudar, pois o seu rendimento será baixo. Isso também serve para a situação contrária, se você sente sono cedo, durma cedo e não tente ficar acordado à base de energéticos e cafeína, pois a sua mente não funcionará suficientemente bem para gravar as informações.


Só ouça músicas de idiomas que você não fala

Quando você ouve uma coisa, não consegue ler nem escrever outra. Por isso, só ouça músicas que você não entende a letra, assim o som se fundirá ao ambiente e não te transmitirá informações diferentes daquelas que você está tentando gravar. Se você entende a letra da música, ela funciona como um agende desconcentrador, e se você não entende, como um concentrador.


Saia da internet


A internet é uma fonte inesgotável de distrações. Desligue a conexão do seu computador e do seu celular, mantenha o celular longe, para mexer nele apenas caso alguém ligue. Tente controlar aquela vontade de entrar no facebook enquanto estuda por slides no computador: você pode esperar até terminar, acredite.


Estude sozinho


A melhor maneira de manter o foco e conseguir estudar rapidamente é estando só. Isso porque em grupo sempre surgem conversas paralelas, além do mais, cada um tem um ritmo diferente. É válido sim ter grupos de estudos, mas reserve para uma vez na semana apenas, e nos outros dias faça sua parte sem ajuda de ninguém.


Na sala de aula, sente longe dos seus amigos


Talvez esta seja a decisão mais difícil de todas, mas tente. Deixar de prestar atenção na aula prejudica muito a aprendizagem, melhor adiar as conversas para o intervalo. Quando você escuta tudo o que o professor diz e toma nota, fica mais fácil para estudar depois. Além disso, você ganha tempo e aprende tudo mais rápido.


Pratique meditação


A meditação é uma prática que traz benefícios para todas as áreas da sua vida, pois equilibra o seu psicológico, facilitando o aprendizado, a organização e evitando o cansaço.


Pratique exercícios físicos


Principalmente para aqueles que estão sob a pressão dos vestibulares e do ENEM, é bom ter uma válvula de escape. O exercício libera o estresse, gasta energia e relaxa, deixando o seu corpo e a sua mente calmos para a hora de estudar.


Durma bem


O sono é muito importante. Por mais que a internet segure, a TV tenha programas bacanas tarde da noite, o sono é mais importante e benéfico que tudo isso. Tente dormir de 7 a 8 horas por noite, pois o sono regular auxilia no aprendizado, na concentração e na disposição para encarar todas as atividades do dia.


Não tente estudar cansado


Se você teve um dia muito pesado, com muitas atividades, se desgastou muito, descanse. A mente cansada não rende para os estudos, é mais válido descansar e se reorganizar nos dias seguintes para dar conta da matéria.


Tenha petiscos e água por perto


Quando a gente começa a estudar dá fome, dá sede, tudo para procrastinar. Por isso deixe algo para beliscar perto de você, vale frutas, frutas secas, castanhas, amendoins, qualquer coisa pequena que vá enganar essa suposta fome enquanto você estuda. Deixe também a água por perto.


Faça intervalos programados


É completamente improdutivo tentar estudar por 3 horas seguidas, por exemplo. Aqui no Infoescola você encontra um passo-a-passo para criar o seu cronograma de estudos já com intervalos programados, clique e confira.


Organize-se


Organize sua mesa e espaço de estudos e siga o cronograma por matéria e assunto. Dessa forma, você evita de se distrair com coisas que não têm a ver com o seu objetivo. Tire revistas, livros de outros assuntos, aparelhos eletrônicos, telefone e computador (caso você não esteja estudando por ele) de perto e deixe o espaço limpo e vazio.


Faça uma coisa de cada vez


O que mais atrapalha os estudantes é olhar para as matérias como um todo e ver todo aquele volume de coisas para estudar. Mantenha a calma e faça uma coisa de cada vez: separe as matérias, os assuntos, os dias e siga essa organização. Não fique pensando no que vem depois ou em tudo o que ainda tem que estudar. Foque no momento e faça um pouquinho cada dia, assim fica muito mais fácil.

Link Pesquisado: http://www.infoescola.com/educacao/como-se-concentrar-nos-estudos/


Curiosidades: Veja a partitura de temas de Jazz enquanto a música é tocada!!!


Olá Amigos

Esse canal no You Tube traz temas de jazz e com os solos e improvisos transcritos simultaneamente com a

música tocada, é um excelente modo de mostrar aos iniciantes a relação entre dos dis eixos do pentagrama, horizontal e vertical, e das figuras rítmicas e suas proporções, é mais fácil assimilar que umas são mais "rapidas" que as outras, tem que se juntar em grupos etc...
Para os professores nada melhor que desfrutar dos improvisos e escolher alguns para estudar e tocar junto.
Aqui no blog já postei o site do real book para baixar grátis as partituras, veja nos menus a direita.

Abraço!

André de Sousa = Musicaliza Brasil!!!

Link do canal:





Matéria: Estudar música contribui para o desenvolvimento do cérebro

Musicaliza Brasil no Facebook


Olá Pessoal

Curta a fan page do Musicaliza Brasil no Facebook.

link: https://www.facebook.com/MusicalizaBrasil

Na nossa página gira um enorme conteúdo de outros blogs, de professores, leitores e noticiários.

Não fique fora dessa!!!

André de Sousa = Musicaliza Brasil


https://www.facebook.com/MusicalizaBrasil

terça-feira, 4 de março de 2014

Dicas: Acampamento Música e Movimento - Imperdível!!!



Acesse o link original para o site para obter mais informações!!!

link: http://www.musicaemovimento.com.br/component/k2/item/134-acampamento-musica-e-movimento


Acampamento Música e Movimento

Acampamento Música e Movimento

6 Oficinas para Educadores em Geral


PERCUSSÃO CORPORAL - 
CHARLES RASZL 
Esta oficina pretende trabalhar ritmos brasileiros por meio de três técnicas de Percussão Corporal, "Barbatuques" técnica do grupo brasileiro com o mesmo nome,  “Gum boots” técnica africana e “Hambone” técnica americana, além de jogos de composição e improvisação.

DINÂMICAS MUSICAIS COM OBJETOS DA INFÂNCIA - UIRÁ KUHLMANN  Bambolês, Bolas de Tênis, Copos, Bexigas e Brinquedos populares viram divertidas atividades musicais com muita qualidade e simplicidade. A pedagogia de Dalcroze, Orff e Willems é o tempo todo visitada nas dinâmicas. O Imaginário e o musical dialogam através dos objetos.

DANÇA EDUCATIVA, INTRODUÇÃO A LABAN - DANIELLA FORCHETTI   Os participantes serão convidados a vivenciar exercícios que promovem a consciência corporal, noção espacial e o desenvolvimento da criatividade, através do resgate de seu movimento natural. Para todas as idades, propicia a possibilidade da noção corporal do todo e suas partes, auxiliando no processo de aprendizagem em sala de aula.

RÍTMICA, MÚSICA MOVIMENTO VOZ E IMPROVISO - ANITA GRITSCH Vivenciar música e movimento, ampliando as possibilidades criativas, expressivas, sociais e a percepção corporal numa oficina de ritmica é uma experiencia para todos os sentidos que fornece um aprendizado profundo. Trabalhando com o corpo, a voz, materiais diversos e instrumentos, nesta oficina os participantes serão estimulados a criar e improvisar, ativar e relaxar, tocar e brincar. 

IMPREVISTOS MUSICAIS E CÊNICOS - ALEXANDER RIEDMÜLLERNessa oficina experimentamos a conexão entre o que acontece quando ambos mundos - o cênico e o musical - são igualmente importantes: Cenas que acompanham e músicas que atuam, improvisando e criando pequenas peças teatrais com através da música. Estas propostas estão cada vez mais incorporadas na Educação Musical atual e ativa. Música, movimento e cena. Luz, câmera, ação!

BOOMWHACKERS 2, MÚSICA COLABORATIVA - UIRÁ KUHLMANN  As possibilidades de criação de palco e cênica com os tubos são muito amplas. Isto porque o tubo permite que as pessoas ao mesmo tempo que tocam consigam se deslocar pelo espaço e interagir com os demais participantes. Um repertório de música e cena está prestes a acontecer. Venha participar desta eletrizante aula que mais parece um “flash mob”


PROGRAMAÇÃO COMPLETA:

DATA DO ENCONTRO
 Início: 17 de Abril (Quinta-feira)
Feriado de Endoenças
Término: 20 de Abril (Domingo)

LOCAL
Vila do Sítio - Mairiporã  (~35 km de São Paulo)
Estrada Armando Barbosa de Almeida, 8035
Mairiporã - São Paulo


PÚBLICO ALVO
Educadores em Geral.
Professores da Educação Infantil, do Ensino Básico, de Musicalização, de Instrumentos, de Educação Física, de Artes, Recreacionistas, Atores, Dançarinos.
Interessados com Educação e Dinâmicas que valorizem a Criação artística e a qualidade de vida. 

 INCLUSO
6 Oficinas de Música e Movimento de 3 horas cada + 3 Aulas livres de 1 hora cada
Hospedagem completa - Quartos Coletivos Femininos e Quartos Coletivos Masculinos de 4 e 6 lugares (Não há quartos privativos)
Alimentação - Café da manhã, Almoço, Lanche da Tarde, Jantar e Chá Noturno (à vontade) 
Lazer - Piscina, Quadra de Volêi, Campo de Futebol, Salão de Jogos, Internet Wifi, Lual, Fogueira, etc..

O LOCAL - VILA DO SITIO
 
Corredor da Área dos quartosQuarto Coletivo                          Quadra                                         Piscina                                     

 INVESTIMENTO - GRANDE PROMOÇÃO DE MARÇO!
Preço inicial R$ 850,00- à vista (depósito) R$ 901,00 no cartão em até 12X (juros da Operadora)
PREÇO PROMOCIONAL DE MARÇO: R$ 697,00 (18% de desconto).


TUDO INCLUSO! 


FAÇA INSCRIÇÃO EM MARÇO E APROVEITE OS DESCONTOS DE 18%!!!



INSCRIÇÕES 
Primeiros Inscritos  - 72 Vagas
De 03/02/14 - 14/04/14
Ou até existirem vagas. Vagas limitadas.

OBSERVAÇÕES IMPORTANTES:
Não está incluído o transporte até o local mas oferecemos o serviço de transfer do Aeroporto de Cumbica, e do Terminal Rodoviário de Mairiporã.
O Acampamento Música e Movimento não aceitará famílias e crianças em função da logística de hospedagem.
Não possuímos quartos privativos.
Serão comercializadas bebidas fora do horário de alimentação.
Haverá um passeio de barco no sábado. O ingresso é de R$ 15,00.
A hospedagem disponibilizará de toalhas e roupas de cama.
Os últimos 3 kilometros da rodovia não são asfaltado (estrada de terra).

APOIO e PARCERIAS



Link Original: 

Educação Musical: CIFRAS - Iae? ainda tem dúvidas???


Conteúdo de autoria do meu querido professor Julio Cesar de Figueiredo.



fonte: https://www.facebook.com/jucefigueiredo

Educação Musical: Escuta Só: Ouvido Absoluto




Você consegue imaginar como seria se qualquer som que você ouvisse fosse uma nota musical?

 Um despertador pode soar em Dó, um gato miar em Si bemol e um telefone tocar em Sol sustenido.

 Esta rara habilidade faz parte do universo de indivíduos com "ouvido absoluto". Mas quais as razões disso 

acontecer? Como vivem estas pessoas? É doença? A proposta deste documentário é abordar as diferentes 

opiniões a respeito deste assunto. "Escuta Só: Ouvido Absoluto" é o primeiro episódio da minissérie 

"Escuta Só", que procura mostrar os diversos fenômenos relacionados à música e à audição humana.